Categorias
Uncategorized

Plano de Ensino Química 1° Série

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: QUÍMICA DE 2020 ÁREA: CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS PROFESSOR: BENIVALDO BRAGA 1° SÉRIE
DISCIPLINA: QUÍMICA – 1° SÉRIE A PROFESSOR: BENIVALDO BRAGA 1° BIMESTRE. Transformações químicas na natureza e no sistema produtivo.
CONTEÚDOS:
Transformações químicas no dia a dia. Algumas matérias usadas no dia a dia. Caracterização de reagentes e produtos das transformações em termos de suas propriedades; separação e identificação das substâncias. Meio Ambiente na constituição brasileira. Poluição do SoloTransformações químicas na natureza em diferentes sistemas produtivos.Evidencias; de tempo envolvido; energia envolvida; revertibilidade.Descrição das transformações em diferentes linguagens e representações.Diferentes intervalos de tempo para ocorrência das transformações.Reações endotérmicas e exotérmicas.Transformações que podem ser revertidas.Propriedades das substâncias como temperatura de fusão e de ebulição, densidade, solubilidade.Separação da substância por filtração flotação, destilação, sublimação, recristalização.Métodos de separação do sistema produtivo
COMPETÊNCIAS E HABILIDADES
Identificar matérias – primas empregadas e produtos obtidos em diferentes processos industriais.Identificar a formação de novas substâncias a partir das evidências macroscópicas (mudanças de cor, desprendimento de gás, mudança de temperatura, formação de precipitado, emissão de Luzetc.).Reconhecer a ocorrência de transformações químicas no dia a dia e no sistema produtivo.Identificar formas e energia envolvidas nas transformações químicas.Ler, descrever e compreender as transformações químicas em linguagem discursiva.Reconhecer o estado físico dos materiais a partir de suas temperaturas de fusão e de ebulição.Comparar o tempo necessário para que as transformações químicas ocorram (rapidez).Trazer para a sala de aula informações sobre a situação do lixo no município e na escola, levando os alunos a discutir os problemas de sua comunidade para que ele possa tomar consciência do mundo em que está inserido. São introduzidos os conteúdos para a compreensão da tecnologia relacionada ao lixo. Esse conteúdo é essencial na medida em que contribui para a formação tecnológica do aluno.  
ESTRATÉGIAS DE ENSINO
  Sala de aula invertida? O conteúdo definido pelo professor para os alunos estudarem em casa obtendo conhecimentos prévios. E só posteriormente são debatidos e tirado as duvidas, executam esse conhecimento na sala de aula. A ideia é colocar o aluno como protagonista em um processo de aprendizagem. Nesse processo ele tem toda a autonomia necessária para adquirir novos conhecimentos e habilidades quando lhe for mais conveniente. Graças ao uso da tecnologia, é o próprio aluno que decide quando, como e onde eles irão aprender absorver o conteúdo através de pesquisas e ao chegar na sala presencial ele já esteja ciente do assunto a ser desenvolvido. Dessa forma, a sala de aula presencial se torna o local de interação professor-aluno, para sanar dúvidas e construir atividades em grupo. Neste caso, os alunos que antes realizavam todo o processo de consumo de conteúdos dentro da sala de aula, agora começam a fazê-lo dentro de suas casas ou em qualquer outro lugar que tenha acesso à Internet por intermédio do ensino online. Produzir o conteúdo para os alunos estudarem em casa sozinhos exige muito mais empenho do educador. Os materiais  precisam ser muito mais claros, uma vez que os estudantes não terão a quem recorrer imediatamente para tirar dúvidas. Na sala de aula invertida professores qualificados são mais importantes do que nunca. São eles que devem definir o conteúdo, as instruções e traçar as estratégias de interação face a face. Durante a aula, devem observar e dar feedback, além de avaliar de forma contínua o trabalho do aluno.   Vantagens da sala de aula invertida? Alunos ativos: Por muitos séculos nos apropriamos de um sistema educacional tradicional, que até então foi o nosso único. Tudo que era visto de forma linear, agora passa a ser compreendido de maneira virtual, interativa e dinâmica. Aproveitamento do tempo: Com a sala de aula invertida, o tempo de aula é otimizado, já que os alunos possuem conhecimento prévio da lição por meio do material fornecido com antecedência pelo professor. Com isso, a aula pode ser dedicada a aprofundar o tema e a desenvolver os assuntos mais importantes. O tempo em classe é utilizado para aprofundar temas, criar oportunidades de aprendizagem mais enriquecedoras e maximizar as interações face a face. Tudo com o objetivo de garantir a compreensão e a síntese do conteúdo trabalhado. Assim, é aliado o tempo offline e a experiência digital do aluno. Mais materiais: Os alunos podem fazer o uso de vídeo aulas, games, slides, ebooks, aplicativos ou qualquer outro material complementar que possa potencializar o processo de aprendizagem de forma dinâmica e inovadora, sempre com a supervisão de um tutor para ajudar em dúvidas ou qualquer outra demanda que possa ocorrer. Os alunos também poderão criar o seu próprio material de estudo usando as ferramentas de ensino online e compartilhá-lo com o grupo, colocando em prática, assim, a produção colaborativa – parte fundamental da sala de aula invertida. Aprendizado no ritmo do aluno: Cada aluno, sem dúvidas, possui um processo de aprendizagem diferente. Cada um deles possui um ritmo diferente para compreender determinados assuntos. Deste modo, aqui é possível que ele participe de grupos colaborativos online que mais atendam suas necessidades, além de caminhar à maneira que mais se adéqua a ele. Além disso, com a tecnologia o professor tem maior percepção das dificuldades do aluno e pode usar o momento da aula presencial para ajudá-lo. Assim, é possível até aliar a flipped classroom à aprendizagem adaptativa. Melhor desempenho: A melhora no desempenho estudantil é resultado dessa soma de vantagens. Ao controlar seu momento de estudo, ter mais materiais, ter seu ritmo respeitado e interagir com os colegas, os alunos podem render mais, aprender mais. E, com isso, melhorar seus desempenhos em um processo de aprendizagem.
INSTRUMENTOS AVALIAÇÃO
Todas as atividades desenvolvidas pelos estudantes serão avaliadas no processo de aprendizagem: 50 % (Avaliação atitudinal): responsabilidade, pontualidade, participação em aula, tarefas de casa, comprometimento, empenho em aprender, respeito e tolerância às limitações dos colegas, disciplina, cooperação, frequência, caderno, apostila, participação em projetos.30% (Pesquisas ou Projetos):serão avaliadas considerando os seguintes critérios: Capa; Resumo; Conclusão; Organização; Bibliografia; Apresentação.20% (Avaliação conceitual):
PROJETO EXPERIMENTOS
Os alunos deverão formar grupos de no máximo 5 (cinco) pessoas, deverão pesquisar um experimento de acordo com o tema proposto. Demonstrando interação entre conhecimento e criatividade, promovendo a valorização das descobertas do cientista ou pesquisador escolhido. Apresentação e entrega de relatório será na semana anterior ao fechamento das notas.
RECURSOS
Conteúdos retirados de livros didáticos, apostilas, pesquisas, vídeos, note book, internet, Tv.Análise de situações do cotidiano e suas relações com os conteúdos trabalhados.Livro Didático (Química na abordagem do cotidiano), Caderno do aluno, Sala de leitura e informática.
RECUPERAÇÕES DA APRENDIZAGEM
O processo de recuperação da aprendizagem é realizado de maneira continua e imediata, explorando suas habilidades sobre os conteúdos ministrados no bimestre. Assim, findada a avaliação do processo ensino-aprendizagem, referente a cada situação didática, é efetuada a retomada dos processos dos conteúdos estudados para esclarecimento de eventuais e/ou pendentes dúvidas e, em seguida realizada uma nova avaliação do processo, utilizando-se desta vez, de distintos instrumentos nos quais são sempre considerados os avanços no aprendizado e o comprometimento por parte de discente, respeitando sua individualidade e seu tempo de aprendizagem por isso os alunos não são avaliados da mesma forma.
DISCIPLINA: QUÍMICA – 2° BIMESTRE.
CONTEÚDOS:
Combustíveis – transformações químicas, massas envolvidas e produção de energia.Reações de combustão – aspectos quantitativos nas transformações químicas; poder calorífico dos combustíveis. Conservação da massa e proporção entre as massas de reagentes e produtos nas transformações químicas.Relação entre massas de reagentes e produtos e a energia nas transformações químicasPrimeiras ideias sobre a constituição da matéria.Modelo de Dalton sobre a constituição da matéria.Conceito de átomo e de elemento segundo Dalton.Átomo: dos gregos a Dalton. Teoria atômica de Dalton.Modelos atômicos: de Dalton a Rutherford/Bohr.Partículas subatômicas fundamentais: elétrons, prótons e nêutrons.Número atômico e número de massa.Distribuição eletrônica em camadas. Elétrons de valência.Tabela Periódica
COMPETÊNCIAS HABILIDADES
Identificar os reagentes e produtos e aspectos energéticos envolvidos em reação de combustão.Reconhecer a conservação de massa em transformações químicas.Reconhecer que nas transformações químicas há proporções fixas entre as massas de reagentes eprodutos.Reconhecer os impactos socioambientais decorrentes da produção e do consumo de carvão vegetal e minera e de outros combustíveis.Reconhecer a importância e as limitações do uso de modelos explicativos na ciência.Descrever as principais ideias da constituição da matéria a partir das ideias de Dalton.Realizar cálculos e fazer estimativas relacionando massa de combustível, calor produzido e poder calorífico.Interpretar figuras, diagramas e textos referentes á transformação de chuva ácida e ao efeito estufa.Interpretar transformações químicas e mudança s de estado físico a partir das idéias de Dalton sobre constituição da matéria.Relacionar quantidade de calor e massas de reagentes e produtos envolvidos nas transformações químicas.Aplicar as leis de conservação de massa e proporções fixas para prever massas de reagentes ou produtos.Analisar critérios como poder calorífico, custo de produção e impactos ambientais de combustíveis para julgar a melhor forma de obtenção de calor em uma dada situação.Aplicar o modelo de Dalton na interpretação das transformações químicas.Aplicar o modelo de Dalton na interpretação da lei de conservação de massa.
     
DISCIPLINA: QUÍMICA – 1° SÉRIE- 3° BIMESTRE
CONTEÚDOS:
Metais – processos de obtenção. Representação de transformações químicas. Linguagem simbólica da Química. Relação entre massa, número de partículas e energia. Transformações químicas e equações na obtenção de ferro e cobre.Importância do ferro e do cobre.Símbolos dos elementos e equações químicas.Tabela periódica; balanceamento e interpretação das transformações químicas; equação química.Balanceamento das equações químicas.Organização dos elementos de acordo com as massas atômicas na tabela Periódica.
COMPETÊNCIAS HABILIDADES
Reconhecer e localizar os elementos químicos na tabela periódica.Representar substâncias usando formulas químicas.Identificar os reagentes e produtos na metalurgia do ferro e do cobre.Reconhecer algumas aplicações de metais no cotidiano.Calcular massas moleculares das substâncias a partir das massas atômicas dos elementos químicos constituintes.Interpretar fórmula químicas de substâncias.Interpretar equações químicas em termos de quantidades de partículas de reagentes e produtos envolvidos.Aplicar a ideia de conservação de átomos nas transformações químicas para balancear equações químicas.Relacionar as massas moleculares de reagentes e produtos e as massas mensuráveis (grama, quilograma, toneladas).
   
DISCIPLINA: QUÍMICA – 1° SÉRIE4° BIMESTRE..
CONTEÚDOS:
Metais – processos de obtenção e relações quantitativas Relações quantitativas envolvidas na transformação química. Estequiometria; Massa molar e quantidade de matéria mol.Cálculo estequiométrico – massas, quantidade de matéria e energia nas transformações.Cálculo estequiométrico na produção do ferro e do cobre.Cálculo percentual.  
Proposta de trabalho para o aluno. Impactos ambientais na produção do ferro e do cobre. Impactos sócios ambientais na extração mineral e na produção do ferro e do cobre, reciclagem de metais.
COMPETÊNCIAS E SUAS HABILIDADES
Identificar as principais formas de poluição geradas na extração e na metalurgia de minérios de ferroe cobre.Representar as quantidades de substâncias em termos de quantidade de matéria (mol)Calcular massas molares das substâncias.Realizar cálculos envolvendo massa, massa molar, quantidade de matéria e numero de partículas.Prever as quantidades de reagentes e produtos envolvidos nas transformações químicas em termosde massas e quantidade de matéria (mol).Avaliar os impactos ambientais decorrentes da extração e da metalurgia de minérios de ferro e de cobre.
bbraga

Por bbraga

Atuo como professor de química, em colégios e cursinhos pré-vestibulares. Ministro aulas de Processos Químicos Industrial, Química Ambiental, Corrosão, Química Geral, Matemática e Física. Escolaridade; Pós Graduação, FUNESP. Licenciatura Plena em Química, UMC. Técnico em Química, Liceu Brás Cubas. Cursos Extracurriculares; Curso Rotativo de química, SENAI. Operador de Processo Químico, SENAI. Curso de Proteção Radiológica, SENAI. Busco ministrar aulas dinâmicas e interativas com a utilização de Experimentos, Tecnologias de informação e Comunicação estreitando cada vez mais a relação do aluno com o cotidiano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *