Projeto de Aula Experimental

A EXPERIMENTAÇÃO COMO PRATICA CIENTÍFICA

 

FEIRA DE CIÊNCIAS DIAS 16 e 20/09/2019

 

ENTREGA DO RELATÓRIO ATÉ 30/08/2019

 

APRESENTAÇÃO 04/09/2019

 

VALORIZANDO O PASSADO PARA A CONSTRUÇÃO DE UM FUTURO MELHOR.

 

JUSTIFICATIVA:

A ideia de experimentação está presente na história da humanidade. Desde os primeiros homens até os nossos dias, tudo começa de um pensamento, de uma necessidade. Depois vêm as tentativas, os erros e os acertos até acontecer o fato concreto. A ciência tem evoluído a tal ponto que traz inúmeras facilidades à vida diária, tendo em vista que, em quase todos os campos da atividade humana, existe a participação efetiva da comunidade científica. Nos espaços escolares, tem havido pouca expansão crítica e surgimento de escassas ideias brilhantes. Muitos educandos têm apresentado dificuldades para construir conhecimentos, e seu desempenho não tem sido satisfatório. Aliados a esses problemas, há o desinteresse e a indisciplina. Buscando alternativas para a contextualização do ensino bem como a familiarização do saber, os professores decidiram promover a Feira de Ciências: valorizando o passado, para a construção de um futuro melhor.

 

OBJETIVOS:

– Mobilização dos alunos valorizando o conhecimento científico interdisciplinar.

– Desenvolver a prática investigando e buscando informações. Pois ciência se faz com investigação e criatividade, contudo, aprendendo de uma forma envolvente e agradável.

– Orientar o aluno para o estabelecimento de um plano de implementação por meio das ações e estratégias.

– Criar condições para o grupo utilizar o senso crítico e o perfil avaliativo e estabelecimento de um real diagnóstico dos trabalhos propostos e desenvolvidos nas aulas experimentais.

META:

– Realizar experimentos em todas as séries do ensino médio.

METODOLOGIA:

Esta é uma atividade multidisciplinar que busca desenvolver e aprimorar os conhecimentos científicos dos estudantes, visando a, mais que nunca, incentivar a criatividade e a iniciativa intelectual de futuros pesquisadores. As pesquisas devem ser feitas relacionando a multidisciplinaridade através da utilização de livros didáticos, enciclopédias, jornais, revistas, Internet etc. Acreditamos que as equipes tenham capacidade de elaborar seus próprios textos e conclusões, pois esta é a melhor forma de compreender o assunto e estar apto a responder às questões que serão levantadas por professores e visitantes no dia da apresentação. Ao buscar informações, o estudante deverá portar-se como um verdadeiro pesquisador: questionando e desmistificando a veracidade dos fatos.

Os alunos deverão formar um grupo será sorteado um tema ou experimento para os alunos desenvolver, de acordo com seu nível de interesse, demonstrando interação entre conhecimento e criatividade, promovendo a valorização das descobertas do cientista/pesquisador escolhido.

RECURSOS MATERIAIS:

Os estudantes devem utilizar materiais os mais variados possíveis em suas apresentações, desde que estejam preparados para organizá-los e utilizá-los, não sendo aceita a participação de pessoas estranhas ao grupo ou à escola. Os estudantes devem procurar utilizar materiais que não agridam ao meio ambiente, preferencialmente produtos biodegradáveis ou frutos de reciclagem. Todo material utilizado pelas equipes é de responsabilidade dos estudantes, estes devendo conversar com o professor orientador acerca da melhor forma de montar a apresentação, enriquecendo-a visualmente. Os estudantes, em seus grupos, deverão buscar apresentar seus temas por meio da experimentação, ou seja, apresentar uma experiência que ilustre o tema tratado. Esta, é claro, não é uma obrigatoriedade do projeto, mas sim uma forma de enriquecimento da apresentação.

AVALIAÇÃO:

A experimentação tem valor de 0 (zero) a 10 (dez) pontos, como uma nota de Avaliação Bimestral, nos componentes curriculares (disciplinas) elencados no projeto.

  1. Elaboração dos trabalhos – (4,0 pontos) serão atribuídos durante a elaboração dos projetos e são de responsabilidade do professor orientador, podendo ser dadas notas individuais ou para a equipe. Neste quesito, leva-se em conta a participação dos estudantes nas reuniões com o professor orientador;
  2. Montagem, desmontagem do estande, materiais utilizados e visual da equipe – (2,0 pontos) avaliados pela direção e professores. Os estudantes são observados sob os aspectos de responsabilidade e organização e esta pontuação depende do trabalho em equipe. Em todas as atividades antes da feira os estudantes estarão uniformizados;
  3. Apresentações no dia da feira – (4,0 pontos) avaliação multidisciplinar (realizada pelos professores de todas as cadeiras) as notas poderão ser dadas individualmente ou para a equipe, quando será observado o domínio do assunto abordado.

 

ETAPAS PARA FEIRA DE CIÊNCIA

 

1º – PREPARE-SE PARA O PROJETO

 ESCOLHA O EXPERIMENTO, aguardar orientação do professor para saber se outro grupo vai já vai realizar o mesmo experimento.

 

2º – PESQUISAS BIBLIOGRÁFICAS

Nessa etapa, pesquisas bibliográficas são feitas para realizar o experimento?

Fazer lista dos matérias necessários assim como o procedimento, explicação e reação?

 

3º ADQUIRA TODOS OS MATERIAIS NECESSÁRIOS PARA A EXPERIÊNCIA.

Lembre-se de ter quantidades extras de cada item; você nunca sabe o que acontecerá e, além disso, repetir experiências algumas vezes (e tirar uma média dos dados) pode produzir resultados mais precisos.

 

4º – FAZER QUESTIONAMENTO SOBRE O FENÔMENO

Nessa etapa, os alunos respondemperguntas sobre o fenômeno ou material analisado, tais como:

  • Por que esse fenômeno ocorre?
  • Como esse fenômeno ocorre?
  • Quais são os fatores que originaram esse fenômeno?
  • Qual é a composição do material?
  • Que substâncias formam esse material?
  • Qual é a importância desse material?

 

 

5º ESCOLHER HOMENAGEADO:

HOMENAGEAR os cientistas que formularam ou colaboraram com as teorias e leis que conhecemos relacionadas ao experimento ou até mesmo a forma de encarar o método científico. Alguns deles são:Isaac Newton, Charles Darwin, René Descartes, John Dalton, Ernest Rutherford, Francis Bacon, David Hume, Karl Popper, Nikola Tesla, Marie Curie, Galileu Galilei e muitos outros.

6ºPREPARAÇÃO DO GRUPO PARA A EXPOSIÇÃO DO TRABALHO

NOS DIA DA FEIRA DE CIÊNCIAS, o conhecimento sistematizado durante a pesquisa deve ser apresentado aos visitantes por meio da FALA E DE CARTAZES, FOLHETOS, MAQUETES E ENGENHOCAS. É importante não repetir oralmente informações escritas e procurar sempre interagir com as pessoas, preocupar se com a segurança de todos.


7º ORGANIZAR A INFRA-ESTRUTURA

Uma opção é exibir tudo no pátio ou dividir as experiências nas salas e nos laboratórios.

Guarde com cuidado todos os objetos. Eles podem voltar a ser exibidos em outras ocasiões.

 

“É da necessidade de encontrar soluções para problemas da vida diária que nascem o conhecimento e as atrações de uma feira”.

 

Adicionar aos favoritos o Link permanente.
bbraga

Sobre bbraga

Atuo como professor de química, em colégios e cursinhos pré-vestibulares. Ministro aulas de Processos Químicos Industrial, Química Ambiental, Corrosão, Química Geral, Matemática e Física. Escolaridade; Pós Graduação, FUNESP. Licenciatura Plena em Química, UMC. Técnico em Química, Liceu Brás Cubas. Cursos Extracurriculares; Curso Rotativo de química, SENAI. Operador de Processo Químico, SENAI. Curso de Proteção Radiológica, SENAI. Busco ministrar aulas dinâmicas e interativas com a utilização de Experimentos, Tecnologias de informação e Comunicação estreitando cada vez mais a relação do aluno com o cotidiano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *