Os Quatro novos elementos da Tabela Periódica

Química da Shotoko

Nh-Nihônio(113)

Mc-Moscóvio(115)

Ts-Tennessino(117)

Og-Oganessono(118)

Esses são os nomes oficiais dos quatro elementos acrescentados a tabela periódica em dezembro de 2015  e agora já são definitivos. 

 

 

Eles ficaram cinco meses disponíveis para consulta e contestação pública e em 28 de Novembro de 2016 foram realmente aprovados pela IUPAC.

 

 

 

A Tabela Periódica proposta pela primeira vez por Dmitri Ivanovitch Mendeleev, classifica os elementos químicos pela sua composição e propriedades e esses últimos quatro elementos, recentemente descobertos completam os espaços vazios na sétima e última linha da Tabela Periódica.

 

 

Uma de suas principais características é a rápida desintegração e obtenção unicamente por meio de colisões produzidas em aceleradores de partículas.


Um pouco sobre a história dos nomes:

 

*Nihônio (Nh) homenageia o país em que esse elemento foi descoberto (2004) e também quer dizer em japonês “terra do sol nascente”.

 

*Moscóvio (Mc) faz referência à capital russa, Moscou, onde está o Instituto de Pesquisa Nuclear (JINR) que também promoveu parte dos experimentos como colisões entre o cálcio e amerício obtendo um elemento químico contendo 115 prótons em seu núcleo.

*Tennessino (Ts)  faz homenagem ao estado do Tennessee  onde estão localizados o Laboratório Nacional Oak Ridge e a Universidade Vanderbilt, que obtiveram a partir da colisão de íons de potássio e berquélio esse novo elemento de número 117.

*Oganessono (Og) em homenagem ao seu autor Yuri Oganessian que propôs a hipótese da ilha de estabilidade. Segundo essa proposta, elementos pesados contendo determinado número de partículas – prótons, de carga elétrica positiva, e nêutrons, sem carga elétrica –  em seu núcleo seriam mais estáveis e existiriam por mais tempo do que outros.

Assim, a sétima linha da tabela periódica agora está completa. Um grande feito para a humanidade no desenvolvimento da ciência com o reconhecimento de novos elementos químicos. Mas a busca por eles é incessante e os cientistas declaram que não acabou.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.
bbraga

Sobre bbraga

Atuo como professor de química, em colégios e cursinhos pré-vestibulares. Ministro aulas de Processos Químicos Industrial, Química Ambiental, Corrosão, Química Geral, Matemática e Física. Escolaridade; Pós Graduação, FUNESP. Licenciatura Plena em Química, UMC. Técnico em Química, Liceu Brás Cubas. Cursos Extracurriculares; Curso Rotativo de química, SENAI. Operador de Processo Químico, SENAI. Curso de Proteção Radiológica, SENAI. Busco ministrar aulas dinâmicas e interativas com a utilização de Experimentos, Tecnologias de informação e Comunicação estreitando cada vez mais a relação do aluno com o cotidiano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *