O que é melanina ?

O que é melanina ?

Tanto cientificamente quanto na cultura popular a  melanina é ligada diretamente a indivíduos de pele mais escura, o que nem de longe poderia ser visto como uma coisa ruim.

Tudo isso está relacionado a questões genéticas e evolutivas: essas tonalidades estão ligadas a produção de melanina, e quanto maior a quantidade desse pigmento, mais escuros são os olhos, os cabelos e a pele. Evolutivamente falando, há milhares de anos, em algum momento, indivíduos que se afastaram dos trópicos deixaram de sofrer pressão de fatores ambientais (como a exposição aos raios ultravioletas – UV), e começaram a produzir uma menor quantidade do pigmento, surgindo assim peles, cabelos e olhos de tonalidades claras. Além disso, a produção de melanina está relacionada a genética, mas, ao contrário do que se fala, não é uma característica mendeliana monogênica, ou seja, não é influenciada por um único gene. Atuam também sobre a expressão desses fenótipos diversos fatores ambientais.

Melanina é a denominação genérica de uma classe de compostos poliméricos derivados da tirosina, existente nos reinos Animal, Planta e Protista e cuja principal função é a pigmentação e proteção contra a radiação solar. É a melanina que, por exemplo, confere pigmentação à pele, aos olhos e aos cabelos dos mamíferos.

Síntese

A síntese de melanina é teoricamente explicada pela presença de uma enzima – tirosinase – concentrada no aparelho de Golgi dos melanócitos. O pigmento é originado a partir da polimerização do aminoácido tirosina por intermédio da ação da tirosinase, a qual passa de aminoácido incolor a um pigmento castanho. A tirosina polimerizada deposita-se em vesículas denominadas melanossomas, as quais se deslocam pelos prolongamentos citoplasmáticos dos melanócitos, sendo transferidos para os queratinócitos através de um processo de secreção, denominado secreção citócrina (de célula para célula) Embora exista uma corrente que não concorda com esse processo e sim que os grãos de melanina saem dos melanócitos por , são depositados no liquido intersticial e capturados por receptores na membrana dos queratinócitos, isso explica a ação do sistema imune ao destruir a melanina no caso do Vitiligo é o que prova pesquisas da Associação Fluido Vital. Os grânulos de melanina permanecem no citoplasma dos queratinócitos e se depositam ao redor do núcleo onde realiza a proteção gênica dos mesmos.

leite chinês com melamina 

Em 2008 o mundo ficou estarrecido com a que foi considerada uma das maiores tragédias em segurança de alimentos de todos os tempos: a descoberta do esquema de contaminação intencional do leite em pó e outros derivados de leite com melamina, na China, tendo vitimado milhares de bebês. A melamina é uma substância química sintética, rica em nitrogênio (66,6% em peso), usada em resinas para a fabricação de laminados, plásticos, adesivos e outros. Na Europa e nos Estados Unidos, este composto não é aprovado como ingrediente ou uso direto em alimentos. O uso da melamina como adulterante ocorre em parte porque os métodos mais comuns utilizados para análise do teor de proteínas são indiretos, baseados na quantidade de nitrogênio, e não conseguem distinguir se o nitrogênio é de fonte proteica ou não. E isto traz resultados falsos de alto teor de proteína, proveniente de nitrogênio de qualquer fonte, fornecendo então um incentivo econômico para a adição ilegal de melamina no leite e em outros produtos alimentícios.

O escândalo começou em 16 de julho de 2008, na província de Gansu, após a internação de 16 bebês com cálculos renais. Todos haviam sido alimentados com leite em pó produzido pela planta de Shijiazhuang, da empresa Sanlu Group, segundo maior fabricante de laticínios no mundo. Após o foco inicial na Sanlu, investigações revelaram que o problema existia também, em menor grau, em produtos de 21 outras empresas, incluindo Arla Food-Mengniu, Yili e Yashili. A identificação de contaminações com melanina envolvendo produtos chineses já havia sido reportada nos Estados Unidos em 2007, em alimentos para animais de estimação (pet food), causando o recall de 1154 produtos. Acredita-se que mais de 1000 cães e gatos morreram por falência renal pelo consumo de alimentos adulterados. No desenrolar dos fatos, descobriu-se que o próprio governo chinês teve um papel crítico e direto na proliferação das fraudes de alimentos com melamina. A Sanlu Group havia sido “agraciada” com o selo de isenção de inspeção pelo mais alto órgão de saúde e segurança de alimentos do país. O selo era concedido para empresas que tinham boa reputação em qualidade e grandes fatias de mercado, deixando efetivamente na mão das companhias a fiscalização da qualidade de seus próprios produtos. Enquanto isso, inspetores e fiscais do governo, tanto em níveis locais quanto nacionais, também colaboraram ativamente ou passivamente, ao acobertar a crescente escalada da crise. O evento levantou grande insegurança em relação aos produtos chineses, tendo manchado a imagem dos exportadores. Além disso, expôs algumas das mais duras realidades por trás do milagre econômico do país – os altos preços que se pagam pela corrupção institucionalizada e de supervisão inadequada nos períodos de rápido crescimento. Em novembro de 2008, foram contabilizadas 6 mortes e 294 mil bebês afetados, com mais de 50 mil deles hospitalizados com problemas urinários e renais. No final das contas, o incidente levou ao colapso da Sanlu Group, que há mais de 10 anos era uma das marcas mais reconhecidas da China.

Respeite a autoria e referencie a fonte original: https://foodsafetybrazil.org/cinco-anos-da-tragedia-do-leite-chines-com-melamina/

Resultado de imagem para formula estrutural da melanina

Melanina e raios ultravioleta

As diversas camadas dos queratinócitos com melanina fornecem uma defesa eficaz dos tecidos subjacentes contra os efeitos nocivos dos raios solares, principalmente dos raios ultravioleta.

A influência da radiação ultravioleta sobre a síntese de melanina ainda não está muito bem explicada. Acredita-se que esses raios promovam o aumento da atividade da tirosinase nos melanossomas. As hormonas também ainda não têm um mecanismo definido na participação da produção melânica; a hipófise, por exemplo, secreta o ACTH e o HME (hormona melanócito-estimulante), que aumentam a síntese de melanina. Já as hormonas do córtex da supra-renal exercem um efeito de inibição, na hipófise, do ACTH e do HME, o que consiste em um fator de equilíbrio e modulação da síntese melânica.

Melanina na cultura popular

Os gregos chamavam a todos os etíopes de “caras queimadas”, relacionando a pele dos africanos subsaarianos ao carvão.

No passado muitas pessoas viam a melanina como uma espécie de “sujeira” biológica; isto porque não se compreendia qual o real papel dela e nem por que ela geralmente estava relacionada a regiões de baixa latitude. Mas com a popularização das ciências biológicas no século XX, as pessoas começaram a perceber que esta suposta “sujeira” escura era uma proteína que absorvia a maior parte da luz devido a uma angulação da molécula, diferindo-a de outras semelhantes na Química orgânica.

Popularmente nos dias de hoje a melanina é vista como característa principal ao tom da pele. Muito ainda se  tem a descobrir sobre o composto, mais a tonalidade de nossas peles tem um significativo especial tanto na história geral quanto na nossa atualidade. Gera e se cria muita observação e admiração diante de olhos e conceitos, mas sem duvida nenhuma prende a atenção, desenvolve idéias e maximiza em muito todas as particularidades daquilo que contemos .

Qual as vantagens de ser negro ???

Você já ouviu essa questão?

Certamente em algum momento você já ouviu ou até se perguntou algo do tipo !!! E acredite, é um questionamento muito comum e muito difundido em várias áreas.

 Cada pessoa sadia tem a mesma capacidade cerebral de inteligência, mas fatores econômicos, políticos. sociais e culturais interferem sim na aprendizagem de cada indivíduo.

Mas será que seria verdade ou mito atribuir diferenças a questões hormonais e microscópicas?

Mas a realidade que essa discussão em pouco se difere em base cientifica !

Geneticamente, branco e negros teriam a mesma composição. A diferença hormonal não é capaz de ser responsabilizada por características tão gritantes. Isso vem dom biotipo e da árvore genealógica de cada um.

E essas diferenças são pequenas e não notaríamos ao olhar. Essa pré disposição daria vantagem física, por exemplo, no esporte como corrida; ao qual os indivíduos apresentariam os membros mais longos em contraste com os brancos que apresentariam tórax mais largo, favorecendo na natação. Mesmo assim tudo isso seria fruto de treinamento e disciplina intensa e não uma regra a ser considerada pela raça.Nossa raça embora diferente em alguns fatores é miscigenada e detém muitas e diferentes características não limitadas somente a cor da pele.

Nem mesmo a questão que a base física do corpo de um negro é superior pode ser fundamentada. o que existem são pré-disposições a isso que se não trabalhadas não causam nenhuma diferença alarmante.

Um estudo mostra que os negros tem membros mais longos, em geral, e com menores circunferências. e que isso afetaria o centro de gravidade dos seus corpos, que seria mais alto.

As pessoas que possuem pele negra têm uma vantagem em relação às pessoas mais claras quanto à exposição aos raios ultravioletas do Sol. O motivo é a elevada quantidade de melanina na pele, que funciona como um filtro solar natural, aumentando a resistência cutânea para algumas doenças, principalmente o câncer de pele.

Outra constatação dos especialistas é de que a pele negra também é mais firme e prorroga o aparecimento das rugas e marcas de expressão, condições que levam a retardar o envelhecimento. Aí sim uma grande vantagem da cor. A pele negra é mais resistente porque a camada córnea (que é a camada impermeabilizante, que impede que perca água com facilidade) é mais espessa. O que mantém maior hidratação.

 

Você tem olhos castanhos? Então saiba que você é muito especial!  Entenda porque.

Castanho, azul, verde… essas são algumas das cores dos olhos. Nossa espécie possui um grande polimorfismo, com várias tons de pele, de cor dos olhos e dos cabelos.

Cada olho humano tem aproximadamente 25 milímetros de diâmetro e pesa cerca de 8 gramas, cada um com 107 milhões de células sensíveis à luz. Muitos poetas, músicos e ciências que utilizam os olhos como diagnóstico, o consideram a janela da alma. Não é à toa que essa parte do corpo é considerada fundamental para descobrir se algo é verdadeiro ou não, afinal, através deles é possível perceber sentimentos e reações de pessoas próximas de nós.

Mais do que isso, olhos são uma parte muito importante da sua identidade. Você sabia que, entre os mecanismos de escaneamento e reconhecimento, os de retina estão entre os mais seguros quando comparados aos de digitais, por exemplo. Enquanto uma impressão digital tem 40 características únicas, a íris tem 256. Já a cor dos olhos é uma característica poligênica, ou seja, de herança genética, e é determinada pelo tipo e quantidade de pigmentos na íris dos nossos olhos.

Mas seria mesmo as pessoas de olhos claros superiores? Já sabemos que pessoas com olhos e pele claras são mais sensíveis a luz e correm mais riscos à exposição aos raios solares. No entanto, para você que acha que seus olhos possuem uma cor comum e que a proteção contra os raios UV é a única vantagem, aqui vai uma novidade: de acordo com a ciência, seus olhos castanhos são especiais!

De acordo com uma pesquisa realizada por cientistas e psicólogos, pessoas com olhos castanhos transmitem maior confiança, possuem um espírito mais enérgico e são capazes de se sensibilizar mais facilmente com a dor alheia. Assim, por inspirarem maior confiança, pessoas com olhos castanhos parecem ter mais facilidade em fazer amigos e, portanto, são mais sociáveis. São pessoas apaixonadas pela vida, e que são tão sensíveis, que são capazes de viver a dor do próximo. Essas pessoas são lutadoras e capazes de fazer de tudo por quem amam! Bonito, não é mesmo? As pesquisas indicam também que o formato do rosto influencia, e muito, nessas percepções sobre a personalidade das pessoas. Outra pesquisa ainda indica que pessoas com olhos escuros possuem maior reflexo, mas nada indica quem tem melhor visão ou não.

4 Fatos interessantes sobre as cores dos olhos

Curiosidades dos olhos Castanhos

  • Olhos castanhos são considerados o tipo mais comum na população mundial, por possuir genes dominantes.
  • A maior parte da população mundial possui olhos castanhos escuros. Porém, pesquisas recentes revelaram que, na verdade, eles são olhos azuis com alta concentração de melanina.
  • Existe até mesmo um procedimento a laser capaz de fazer com que os olhos castanhos passem a ser permanentemente azuis.
  • Pessoas com olhos castanhos escuros, muitas vezes, podem parecer ter olhos pretos, principalmente em povos de origem sul-europeia, africana, asiática, nativos americanos e descendentes de povos árabes e hebreus. A verdade é que não existem olhos com a íris preta.

Curiosidades dos olhos Azuis

  • Os olhos azuis são caracterizados por possuírem menos melanina que os olhos verdes, mas tem mais melanina que os olhos violetas e vermelhos (albinos).
  • São encontrados principalmente em pessoas de origem norte-europeia, centro-europeia, escandinava, norte do leste europeu e países bálticos. Sul-asiáticos também podem ter olhos azuis, mas é muito raro.
  • Os Países Nórdicos e a Escandinávia têm o maior percentual de pessoas com olhos azuis.
  • Uma curiosidade é que vários bebês nascem com olhos azuis, que escurecem à medida que envelhecem. Isso ocorre devido ao aumento da produção de melanina que acontece à medida que eles crescem.

Curiosidades dos olhos Verdes

  • Os olhos verdes possuem menos melanina que os castanhos, mas mais que os azuis.
  • Apenas 2% da população mundial possui olhos verdes.
  • Eles são mais comuns entre pessoas de origem celta, germânica e eslava.
  • O país em que essa característica é mais comum é a Hungria. São bastante comuns também na etnia paquistanesa conhecida como Pashtuns, conhecidos localmente como povo dos olhos verdes.

Um olho de cada cor

• Existem raros casos em que algumas pessoas possuem um olho de cada cor.
• A explicação científica para isso é uma anomalia genética chamada heterocromia.
• Além da causa genética, a heterocromia também pode ser contraída em decorrência de outros fatores, como a síndrome de Waardenburg, lesões ou derrames que alterem a quantidade de melanina nas retinas.

Com muita vantagem, pouca ou nenhuma, não somos maiores ou menores que ninguém devido a nossa raça. Há de ser crescer o intelecto e lidar com quaisquer diferenças, grandes ou minimas de maneira humana. Ser melhor com você ou o próximo não é uma questão de raça !

 

Por que os olhos do bebê mudam de cor durante os primeiros dias de vida?

Geralmente, o bebê da raça branca nasce com os olhos azuis devido à ausência de células com pigmento (melanina) na íris, a parte colorida dos olhos. A luz que entra na íris, ao passar pelas várias camadas de tecidos, se decompõe como num prisma. Por um processo conhecido em Física como absorção seletiva da luz, a única cor que a íris reflete (deixa de absorver) é o azul. Com o desenvolvimento do organismo, células de pigmento, cuja produção dependente da incidência de luz, vão se acumulando na íris e a cor dos olhos muda. De acordo com a quantidade de pigmento – determinada geneticamente –, os olhos adquirem todas as tonalidades conhecidas. Por essa mesma razão – a ausência de melanina –, os cabelos do recém-nascido são um pouco mais claros que sua cor definitiva.

Vitiligo

Vitiligo é uma doença caracterizada por manchas descoradas na pele. As manchas aparecem de cor mais clara relativamente ao tom de pele porque as células subjacentes que dão a sua cor (melanócitos – células da pele) morrem ou perdem a função. O vitiligo é mais comummente observado nas zonas da pele mais expostas (face, pescoço, mãos, etc.), no entanto pode também afetar qualquer outra parte do corpo que possui células pigmentadas. Em alguns casos, embora mais raro, pode também causar perda de cor dentro da boca, nos olhos e cabelos. Esta alteração da aparência física pode levar a graves ansiedades sociais e emocionais. Outras complicações de saúde incluem dificuldades de visão ou audição e sensibilidade à radiação solar.

Existem dois tipos de vitiligo, o segmentar e o não segmentar. O vitiligo segmentar afeta um segmento ou lado do corpo (uma mão, uma perna ou rosto, por exemplo) e em 50% dos indivíduos afeta também o cabelo (na cabeça, sobrancelhas, cílios). Os sintomas aparecem em idade precoce e progridem durante anos. Relativamente ao vitiligo não segmentado é mais comum e afeta ambos os lados do corpo. Inicia-se com a descoloração das mãos, pés ou rosto. As áreas afetadas expandem-se com novos ciclos de ausência de pigmento que ocorrem durante toda a vida do indivíduo afetado. O subtipo mais comum do vitiligo é então o generalizado, caracterizando-se por manchas dispersas em todo o corpo.

Esta doença não é contagiosa e observa-se de forma semelhante de acordo com o género, raças e etnias. É uma doença que se inicia antes dos 20 anos, normalmente. Não há cura, mas existem formas de minimizar a aparência da descoloração da pele.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.
bbraga

Sobre bbraga

Atuo como professor de química, em colégios e cursinhos pré-vestibulares. Ministro aulas de Processos Químicos Industrial, Química Ambiental, Corrosão, Química Geral, Matemática e Física. Escolaridade; Pós Graduação, FUNESP. Licenciatura Plena em Química, UMC. Técnico em Química, Liceu Brás Cubas. Cursos Extracurriculares; Curso Rotativo de química, SENAI. Operador de Processo Químico, SENAI. Curso de Proteção Radiológica, SENAI. Busco ministrar aulas dinâmicas e interativas com a utilização de Experimentos, Tecnologias de informação e Comunicação estreitando cada vez mais a relação do aluno com o cotidiano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *