Soluções

Soluções

Uma solução é uma mistura homogênea. As soluções são encontradas em quaisquer dos três estados físicos: gasoso, líquido ou sólido.

As soluções mais familiares estão no estado líquido, especialmente aquelas nas quais a água é o solvente.

Quanto a proporção soluto/solvente, as soluções podem ser diluídas, concentradas, insaturadas, saturadas ou supersaturadas.

Solvente: componente da solução do mesmo estado físico, por exemplo água numa solução, aquosa aparece em maior quantidade

Soluto: componente dissolvido no solvente,  por exemplo sal numa solução aquosa de Na Cl .aparece em menor quantidade

Tipos de soluções:

Gás/Gás – Ex: Ar

Gás/Líquido Ex: Água

Gás/Sólido Ex: H2 em paládio

Líquido/Líquido Ex: Etanol em água

Sólido/Líquido Ex: NaCl em água

Sólido/sólido Ex: Bronze (Cu/Zn) solda (Sn/Pb)

A nossa atenção vai se centrar em soluções com um componente líquido, e dentro destes o mais comum é a água.

Coeficiente de solubilidade,  é a quantidade máxima de soluto que um solvente consegue dissolver a uma determinada temperatura.

Solução saturada: é aquela que contém a máxima quantidade de soluto num dado solvente, a uma dada temperatura.

Solução insaturada: ocorre antes de se atingir o ponto de saturação;

Solução super saturada: são soluções que contém maior quantidade de soluto do que a existente numa solução saturada. Não são soluções estáveis.

Quando dois líquidos se dissolvem completamente em todas as proporções dizem-se mísciveis. Ex: Etanol/água

Líquidos imisciveis: Ex: Água/azeite.

“Semelhante  dissolve Semelhante”- dois líquidos apolares são miscíveis assim como dois líquidos polares

Diluição de soluções

Fazemos uma diluição quando adicionamos mais solvente a uma solução já existente, de modo que a concentração da solução diminua.

Atenção: Não confunda diluição com dissolução.

Quando estamos fazendo um suco e adicionamos o soluto (refresco em pó, por exemplo) ao solvente (água), está ocorrendo uma dissolução. Mas quando acrescentamos mais água a uma solução de água com refresco em pó, temos uma diluição.

Para entender o processo de diluição devemos conhecer a solução em seu momento inicial e após a adição de solvente:

  • Concentração inicial: Ci = m1 / Vi
  • Concentração final: Cf = m1 / Vf

Onde:

Ci / Cf = concentração inicial / concentração final
m1 = massa de soluto
Vi / Vf = volume inicial / volume final

Considerando que a massa de soluto não é alterada durante a diluição, temos a seguinte equação:

Ci . Vi = Cf . Vf

Por meio dessa relação é possível determinar a concentração da solução final.

Veja um exemplo abaixo:

“500 mL de água foram adicionados a uma solução aquosa de ácido sulfúrico (H2SO4(aq)) de volume inicial igual a 200 mL e concentração de 20 g/L. Qual a concentração da solução após essa diluição?”

Resolução:

Dados:

Se a concentração inicial era de 20 g/L, isso significa que em cada litro da solução há 20 gramas de soluto (ácido sulfúrico) dissolvido.

Assim, basta fazer uma regra de três para descobrir qual a massa do soluto que está dissolvida em 200 mL (0,2 mL) da solução:20 g de ácido sulfúrico ——— 1 L de solução
m1 ——— 0,2 L

 

 

 

Adicionar aos favoritos o Link permanente.
bbraga

Sobre bbraga

Atuo como professor de química, em colégios e cursinhos pré-vestibulares. Ministro aulas de Processos Químicos Industrial, Química Ambiental, Corrosão, Química Geral, Matemática e Física. Escolaridade; Pós Graduação, FUNESP. Licenciatura Plena em Química, UMC. Técnico em Química, Liceu Brás Cubas. Cursos Extracurriculares; Curso Rotativo de química, SENAI. Operador de Processo Químico, SENAI. Curso de Proteção Radiológica, SENAI. Busco ministrar aulas dinâmicas e interativas com a utilização de Experimentos, Tecnologias de informação e Comunicação estreitando cada vez mais a relação do aluno com o cotidiano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *